Radiola Urbana

Topo
Radiola Urbana

Radiola Urbana

Goma-Laca evoca legado de Elsie Houston em disco que transborda emoção

Ramiro Zwetsch

04/07/2019 09h20

Memória, pesquisa, ancestralidade e inspiração. Palavras não bastarão jamais pra descrever a grandeza do projeto Goma-Laca e seu novo trabalho recém lançado: "Cantos Populares do Brasil de Elsie Houston". O disco reúne 20 músicas e um libreto com 100 páginas, em uma odisseia sonora que remonta ao legado de Elsie Houston – que, em 1930, compilou um conjunto de "canções de gêneros como modinha, emboladas, temas de candomblé, cocos, jongos e cantigas indígenas" no publicação "Chants Populaires Du Brésil", conforme explica o texto do site oficial do projeto. Goma-Laca visita 20 desses temas com um grupo de músicos que reúne: Alessandra Leão (que canta em 11 das faixas, além de tocar percussão), Pastoras do Rosário da Penha (vozes), Lívia Mattos (voz e sanfona), Marcelo Pretto (voz), Siba (voz e rabeca), Juçara Marçal (voz), Luca Raele (clarinete), André Mehmari (piano), Alice Oliveira (Harpa), além de uma banda-base com Marcos Paiva (contrabaixo acústico), Filipe Massumi (cello), Rodrigo Caçapa (viola dinâmica), Júnior Kaboclo (flautas) e Beto Montag (vibrafone). A idealização é de Biancamaria Binazzi e Ronaldo Evangelista, que conduzem o Goma-Laca desde 2009.

Os arranjos são de uma emoção que transborda e envolvem o ouvinte em uma imersão ao mistério das profundezas da musicalidade miscigenada do Brasil. O deleite da audição traz junto a surpresa da redescoberta da importância e riqueza da obra de Elsie Houston. "Além de artista única, Elsie foi vanguarda", comenta Biancamaria. "Sua biografia passa por modernismo brasileiro, surrealismo francês, Stravinsky, bumba-meu-boi e candomblé, Benjamin Péret, Mário de Andrade, Villa-Lobos, Mário Pedrosa, Pagu, Tarsila do Amaral, Tio Faustino. Na música, rompeu as barreiras entre popular e erudito, levando para o canto lírico, o temperamento da música de rua e de terreiro, e vice-versa." A pesquisa registrada em "Chants Populaires Du Brésil" foi publicada na França e até hoje permanece inédita no Brasil. Ela "fazia parte da geração de artistas modernistas que, depois da Semana de Arte Moderna, em 1922, começou a pensar em arte e cultura como política pública", diz texto publicado no instagram do Goma-Laca – outra fonte valiosa, aliás, de informações sobre o projeto.

Radiola Urbana bate palmas e avisa: o show de lançamento de "Cantos Populares do Brasil de Elsie Houston" acontece no dia 13 de julho, no Sesc Pinheiros. Ouça o disco, vá ao show e mergulhe mais fundo na pesquisa pelo site e pelas redes sociais do Goma-Laca. É disso que o a gente precisa. A conexão com nossa raiz é fundamental para fortalecer a certeza de que a beleza da nossa arte está justamente no poder de invenção dos povos historicamente segregados no país. Salve!

Vai lá:

Goma-Laca: Cantos Populares do Brasil de Elsie Houston

Quando: sábado, 13/6, às 21h

Onde: Sesc Pinheiros – R. Paes Leme, 195

Quanto: R$ 30 (inteira), R$ 15 (meia) e R$ 9 (comerciários)

Sobre o autor

Ramiro Zwetsch é jornalista, DJ residente da festa Entrópica, sócio da Patuá Discos e criador do site Radiola Urbana. Foi editor-chefe dos programas "Manos e Minas" e "Metrópolis", repórter de música do Jornal da Tarde e colaborou para "Ilustrada", "Caderno 2", “Bravo!”, “Rolling Stone”, “Bizz”, “Carta Capital”, “Select” entre outros.

Sobre o blog

Divagações e reflexões sobre as maravilhas contemporâneas e pérolas negras da música Brasil adentro e mundo afora.